CONSULTA DE LEITURA DO CAMPO BIOENERGÉTICO


Leitura da Aura - Mulher com grave desequilíbrio mental - perturbações psicológicas adquiridas na primeira infância, e alguma deficiência no sistema nervoso - pormenores discutidos em Workshop sobre a Leitura da Aura.

Aura Reading - Woman with serious psychological unbalance since early chilhood, plus defeciency on her central nervous system. - This are some of the topics covered during Aura Reading Workshop.


Desenho de mulher com cancro dos intestinos, pelo bloqueio do chakra umbilical.


A Aura é uma manifestação magnética que circunda tudo o que é e não é vivo, resultado da força de coesão dos átomos existentes em um corpo.
No ser humano ou em geral nos seres vivos, essa manifestação magnética é modulada pela força do pensamento ou criação mental. Assim sendo, todos os nossos pensamentos e emoções se refletem neste campo de energia e pode se apresentar por cores ou mesmo por símbolos. Uma linguagem universal.
Através da clarividência podemos conhecer e saber como se encontra a pessoa num dado momento, ao nível emocional, p.e.
Pensamentos criam formas, assim sendo quando pensamos modulamos a energia em nossa aura. Pensamentos positivos permitem que o fluxo de energia circule de forma saudável, pensamentos negativos distorcem o campo de energia e criam bloqueios. Os bloqueios corrompem o fluxo de energia que começa a se deformar, esta deformação geralmente se cristaliza, então a energia que reverbera até ao plano físico surge no corpo humano em forma de doença.
E para que serve esta Leitura? o que geralmente acontece é que quando o campo de energia se distorce, leva algum tempo para se formar a doença no corpo físico, este processo pode levar dias ou alguns anos, alguns cancros, p.e., que aparecem no corpo físico são produto de anos e anos de pensamentos e emoções negativas como: raiva, ódio, inveja, baixo auto estima, etc. Podemos saber com antecedencia, vendo este bloqueio e resolvendo o problema, quando possível, antes da sua exteriorização no corpo humano.
A leitura da Aura não tem nenhuma contra indicação, a pessoa que fará a leitura, sentasse confortavelmente enquanto se dá todo o processo.

Porque a terapia de som? A terapia do som é muito antiga, assim como as Taças Tibetanas. A informação que temos é que vieram do Oriente, mas talvez o conceito venha de mais longe, do antigo Egipto, onde já se utilizavam vasos de alabastro para produzir sons. Será, em parte, o efeito das taças de cristal de quartzo.
Em Sakara, Egipto, existiam câmaras onde eram colocados Vasos de alabastro de vários diâmetros, alguns preenchidos com água. A intenção era reproduzir as notas musicais numa vasta escala de vibrações. Existiam em Sakara 5 camaras, cada uma reproduzia uma frequência de sons, cada vez mais altos. Estavam a 30 metros de profundidade, abaixo da pirâmide de Sakara. A nota mi ressoava nas 5 camaras, primeira entrada dos neófitos. Depois as notas “Fá”, “Sol”, “Lá”, nas demais camaras, consoante os sacerdotes avançavam na aprendizagem. Na camara principal, vibrava a nota “Si”, onde os mais altos iniciados atingiam níveis de consciência muito elevados e ascendiam, assim, a outras dimensões da consciência - estas câmaras eram denominadas “câmaras azuis”.
Nesse sentido, podemos perceber que a origem da utilização de vasos, taças e outros objetos sonoros vem de muito longe.
O efeito dos sons é muito curioso. No caso das taças de cristal de quartzo, elas oscilam de uma forma regular vibrando em espiral, numa onda sinusoidal que se expande até 1 km. Esta onda vibra na proporção do numero de ouro, a proporção Divina.

Nas terapias que faço com taças de cristal de quartzo e taças tibetanas constato que quando o som é produzido, automaticamente a aura da pessoa muda de cor, dependendo da taça utilizada. Alguns bloqueios (mais externos) são quebrados imediatamente, saindo do campo de energia da pessoa em forma de vapor. Aí a aura fica mais luminosa, por isso, o efeito relaxante que se produz. A tendência é que a pessoa comece a mudar os seus padrões de comportamento anteriores, para comportamentos mais lúcidos e harmoniosos.
Com a frequência do tratamento, a lucidez aumenta e a pessoa começa a reorganizar-se perante a vida. As situações mudam e o ser cresce cada vez mais ao nível da consciência. O processo de transformação torna-se simples se compreendermos que a pessoa passa a vibrar em harmonia com o universo.
Cada ser humano tem o seu “tempo” para a mudança. Por isso, o “tempo” da terapia varia.
Os efeitos que se podem observar são: relaxamento profundo (em especial para casos de ansiedade, insónia e hiperatividade), casos de hiperatividade, redução da agressividade, limpeza e reequilíbrio da estrutura áurica, mudança e tomada de consciência.

Texto de André Valentim.



                                       

Alguns bloqueios podem ser retirados durante a Terapia com Taças Tibetanas que inclui: Reiki, Cura Prânica, Bön e Cura Tibetana. É necessária a mudança do padrão de pensamento causador do problema.




Estudo